O terceiro painel do Museu de Arte de Rua (MAR) começou a ser pintado nesse sábado (8) no Aricanduva, Zona Leste da capital paulista.  O primeiro mural foi pintado no Tucuruvi, no Zona Norte, e o segundo da série  também começou a ser feito em Ermelino Matarazzo.

Segundo o prefeito João Doria, outros cinco pontos da cidade devem receber intervenções do MAR. “Esse é um programa que revigora áreas da cidade através da arte de rua. A partir da semana que vem todos os espaços também estarão iluminados para que as pessoas também possam desfrutar a noite”.

O MAR apoia intervenções de grafite em paredes e muros de áreas públicas, com o objetivo de colorir a cidade. Assim como nas intervenções anteriores, o projeto Vertical Street Art, que será realizado em Aricanduva, contará com o apoio da Colorgin, patrocinadora do projeto, que doará as tintas para execução dos painéis. O prefeito João Doria ressalta a importância para a capital de parcerias com as empresas e se coloca à disposição de outros representantes da iniciativa privada que desejarem contribuir com a cidade.

Sobre o projeto MAR

O edital inédito foi lançado em março deste ano, com anúncio dos oito projetos selecionados em 23 de maio. As propostas foram selecionadas pela Secretaria Municipal de Cultura com a ajuda de especialistas e artistas atuantes em diversas vertentes da arte urbana a partir de um edital elaborado. Ao todo, serão investidos R$ 200 mil em oito projetos.

A seleção foi realizada por meio de uma comissão composta por cinco membros: a artista e grafiteira desde 2002, Ana Carolina Meszaros do Amaral Rêgo, conhecida como Tikka Meszaros; Ciro Ernesto Shunemann, artista, pintor e escultor conhecido como Ciro Schu; Donizete de Souza Lima, artista e arte-educador também conhecido como BongaRoberto Carlos Madalena, professor com experiência em projetos do terceiro setor e Antonio Eleilson Leite, mestre em Estudos Culturais pela Universidade de São Paulo. O grupo avaliou os 23 projetos inscritos, selecionando oito projetos, sendo quatro em cada módulo previsto no edital.

No MÓDULO 1, que contempla projetos de grupo de artistas ou coletivos artísticos com, no mínimo, seis integrantes, receberão R$ 40.000,00 (quarenta mil reais), foram selecionados os seguintes projetos:

1)     Arte na Cohab

Proponente: CI.TI.ADOS_Cidade e Tinta como Aliados

Local: Rua dos Pedreiros, 79 – Cidade Tiradentes

2)    Inclugraff (realizado em 28/5)

Proponente: André Lopes – Coletivo O Olho da Rua

Local: Rua Moacyr Vaz de Andrade, s/nº – Tucuruvi

3)    Linear Vertical Street Art

Proponente: Linear Vertical Street Art

Local: Pilastras do Viaduto Aricanduva

4)     Arte Oficial, na Barra Funda.

Proponente: Marcelo Zuffo

Local: Muro público na Avenida Auro Soares de Moura Andrade, pertencente à CPTM e Estação de Metrô Palmeiras Barra Funda.

Outras quatro propostas foram selecionadas no MÓDULO 2 do edital, que contempla projetos de grupo de artistas ou coletivos artísticos com, no mínimo, três integrantes. Cada proposta receberá de R$ 10.000,00 (dez mil reais). São elas:

1)    “Educação” Via Lata, de Vila Mesquita

Proponente: Vandré Luis de Oliveira

Local: EMEF Edgard Cavalheiro, situada na Rua Porto da Gloria, 342 – Vila Mesquita

2)    Grafiti é Inclusão, de Ermelino Matarazzo; (começou a se realizado em 25/6)

Proponente: Guilherme Barcelos de Lima – Coletivo OZ

Local: Centro de Educação Infantil Jardim Verônica – Rua Rita de Souza, 30

3)    Mural Daki, de Cidade Ademar

Proponente: Maycon Dany de Arauto

Local: Praça Christina Boemer Roschel – em frente ao AMA Jd. Icarai, Cidade Ademar

4)    União das Favelas, Jaguaré

Proponente: Ivo Ferreira – Coletivo Favela

Local: CEU JAGUARÉ – Professor Henrique Gamba | Avenida Kenkiti Simonoto, 80 – Jaguaré